sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Fumando


Semana que vem, mais precisamente dia 28 de fevereiro, vai fazer 6 meses que larguei o vício do cigarro. Vivas e elegrias pra mim! :) Os primeiros três meses foram terríveis e amigo, eu não desejo isso nem para o meu pior inimigo. Tudo de ruim eu tive: calafrios, tonteiras, falta de ar, palpitações, etc. etc. etc. Teve um momento que cheguei a ligar para um amigo médico dizendo que estava morrendo, tamanha era a ansiedade pela falta da nicotina correndo pelas veias. É aquela velha história: fumar é muito bom mesmo! Mas não fumar é melhor ainda! As vantagens? Inúmeras. Vou relatar somente algumas que notei claramente com minha experiência. Primeiro e mais importante: SAÚDE! Sim, agora eu vou pra faculdade e subo os 4 lances de escadas e chego lá em cima 100%! Antes eu chegava no último andar bufando e tinha que dar uma paradinha para tomar fôlego e seguir para a sala de aula. Hoje não... Chego e já começo a aula... Segundo: FINANCEIRO! Agora eu posso ficar sem dinheiro na carteira! :) Antes, se eu não tivesse pelo menos R$ 5,00 para comprar cigarros eu ficava louco. Vivia fazendo aquele planejamento antes de ir para casa, de passar no banco 24 horas (não sei por que eles chamam de banco 24 horas se só funciona até as 22 - pelo menos aqui é assim) para sacar dinheiro. Em hipótese alguma podia ficar sem cigarros. E olha que eu já saí de casa 4 horas da manhã para ir comprar! Quando eu lembro disso fico triste. Mas agora não!!! Agora eu posso ficar sim! Só que o inverso aconteceu. Como eu não compro mais cigarros, então passei a ter mais dinheiro na carteira. Estou economizando cerca de R$ 200,00 por mês! Terceiro: CHEIRO! Agora eu sei o que é o fedor do cigarro. Semana passada estava na loja de um cliente resolvendo um problema. A loja é toda climatizada e estava um ambiente super gostoso lá dentro, visto o calor terrível no lado de fora. Entrou um cara na loja e ele tinha acabado de fumar. Amigo, que catinga terrível quando ele se aproximou do balcão. De longe eu senti o cantingão. Daí lembrei: "Nossa! E pensar que eu tinha o mesmo cheiro! Cheiro não... Fedor mesmo!"
Mas, graças ao bom Deus, hoje eu sou uma outra pessoa. Não há um dia que eu não agradeça por ter conseguido largar definitivamente o vício e mesmo com pessoas fazendo aqueles típicos comentários de que "você vai voltar a fumar", eu vou seguindo em frente! Não posso de forma alguma deixar de lembrar da Garota, que simplesmente foi fundamental em todos os terríveis momentos que passei. E sempre que precisei dela, esticava minha mão direita e encontrava a dela... Sempre...

Nenhum comentário: