quinta-feira, 22 de dezembro de 2005

Surucucu Manteiga


Essa coisa lindinha aí ao lado é uma Surucucu Manteiga! É um magnífico bichinho que vive dentro d'água e, quando vai atacar, fica só com os olhinhos fora da água pronta para dar o bote. Nesses dias quentes que temos vivido por aqui (eita verãozão) fiquei com uma puta inveja dessa fofinha aí, ou seja, gostaria muito de estar numa lagoa só com a cabeça do lado de fora da água... É, enquanto não posso fazer isso, vou continuar admirando a minha mais nova amiguinha!!! :)

sábado, 10 de dezembro de 2005

Dias Tristes

Esses últimos dias tem sido bastantes tristes e incômodos. Minha vida pessoal está numa reviravolta só e não faço idéia de como isso tudo vai terminar. Sabe, às vezes não sei direito se quero ficar ou se quero ir ou mesmo o que desejo fazer. Ontem mesmo, conversando com um amigo, ele me disse: "Cara, o que falta mesmo é uma boa conversa e aí então ou vai o racha. O que não pode é você ser infeliz"! Depois disso começei a pensar melhor sobre toda a situação e ele está completamente com razão!!! Só que existem acontecimentos recentes (os quais não gostaria de contar aqui) que me deixaram bem pra baixo, mas muito mesmo. Descobri algumas coisas que ao mesmo tempo que imagino que não tem nada haver, acho que tem sim! Às vezes acho que é armação. Sabe, um blefe forçado... Gostaria muito de acreditar nisso! Mas analisando mais friamente, chego a conclusão que não são. E isso me incomoda de um jeito incrível. Não consigo fazer nada direito. A todo momento isso me vem na cabeça e fico triste, e também meio com vontade de chutar o pau-da-barraca! Mas creio que o melhor que posso fazer é esperar. É ter paciência e ver o que vai acontecer. Mesmo que eu fique me martirizando por isso, creio que é a melhor solução por enquanto: esperar, esperar e esperar...

segunda-feira, 28 de novembro de 2005

Slogan de Motel

Um site pediu para os seus usuários criarem um nome e um slogan para um novo motel. Confira abaixo as 10 melhores sugestões:

1. Motel Leilão. Dou-lhe uma, dou-lhe duas, dou-lhe três.
2. Sinuca Motel. Aqui seu taco não escorrega, deslisa.
3. Motel da Mamma. Porque não há nada melhor do que a comidinha caseira.
4. Motel Free. Aqui seu amor é uma questão de bom senso.
5. Motel Teletubbie! De novo! De novo! De novo!
6. Motel Omino. Entre e fique à vontade.
7. Motel Sociedade Anônima. Afinal, ninguém é de ninguém.
8. Motel Maria Antonieta. Aqui você também vai perder a cabeça.
9. Profundus Motel. Penetre neste mistério.
10. Motel Sushi. Onde o apressado come cru e gosta.

Colo

Estou agora na ABC Software e me deu uma puta vontade de escrever algo, ou escrever para alguém... Como não tenho ninguém ao qual posso enviar alguma coisa assim, meio que pessoal, vou escrever para mim mesmo! Sabe, existem dias que a gente acorda meio que carente de tudo! E hoje está sendo um desses dias. Estou precisando de um colo. Um colo que digo é no sentido de alguém, de um "preciso de alguém"! E novamente estou com um sentimento que conheço muito bem de um passado não tão remoto. Não, não estou precisando de amigos, pois amigos eu tenho! Sim, tenho pessoas ao meu lado que sei que se "eu precisar" elas estarão prontas a ajudar da melhor forma possível! O que eu preciso quando digo que "quero colo" é de uma paixão mesmo! Estou precisando ficar empolgado novamente, de receber um telefonema só para ouvir: "Oi! Liguei só para ouvir a sua voz! Beijão e até mais tarde"... É disso que preciso, de um novo amor, de alguém que me coloque no colo e fique ali, quietinho, sem dizer nada ou então até pode susurrar palavras gostosas bem baixinho! É disso que mais precisava hoje! Mas sei que, por enquanto, não terei isso, pois estou todo enrolado na minha vida pessoal. Não sei se vou ou não sei se fico e não sei o que esperar do futuro. Por enquanto, vou vivendo... Apenas isso... Vivendo... Um dia após o outro e tendo uma noite pelo meio (como disse uma "chegada" minha)...

Em tempo:

Solidão, é quando o coração se não está totalmente vazio,
sobra espaço nele que não acaba mais!

quarta-feira, 23 de novembro de 2005

A História do Amor de Romeu e Julieta

Achei isso aqui no site da minha chegada Ana Maria Braga e creio que a pessoa que o escreveu foi, de fato, muito feliz. Segue o mesmo na íntegra:

A história de amor de Romeu e Julieta

Sabem porque Romeu e Julieta são ícones do amor?
São falados e lembrados, atravessaram os séculos
incólumes no tempo, se instalando no mundo de hoje
como casal modelo de amor eterno?
Porque morreram e não tiveram tempo de passar pelas
adversidades que os relacionamentos estão sujeitos
pela vida afora.
Senão provavelmente Romeu estaria hoje com a Manoela
e Julieta com o Ricardão.
Romeu nunca traiu a Julieta numa balada com uma loira
linda motivado pelo impulso do álcool.
Julieta nunca ficou 5 h seguidas esperando o Romeu...
ligando incessantemente para o celular dele que estava
desligado.
Romeu não disse para Julieta que a amava, que ela era
especial e depois sumiu por semanas.
Julieta não teve a oportunidade de mostrar para ele o
quanto ficava insuportável na TPM.
Romeu não saia sexta-feira a noite para jogar futebol
com os amigos e só voltava as 6 h da manhã bêbado.
Julieta não teve filhos, engordou, ficou cheia de estrias
e celulite e histérica com muita coisa para fazer.
Romeu não disse para Julieta que precisava de um tempo,
querendo na verdade curtir a vida e que ainda era muito
novo para se envolver definitivamente com alguém.
Julieta não tinha um ex-namorado em quem ela sempre
pensava ficando por horas distante, deixando Romeu com
a pulga atrás da orelha.
Romeu nunca deixou de mandar flores para Julieta no Dia
dos Namorados alegando estar sem dinheiro.
Julieta nunca tomou um porre fenomenal e num momento de
descontrole bateu na cara do Romeu no meio de um bar lotado.
Julieta nunca teve uma crise de ciúme achando que Romeu
estava dando mole para uma amiga dela.
Romeu não tinha uma ex-mulher que infernizava a vida da
Julieta.
Julieta nunca disse que estava com dor de cabeça e virou
para o lado e dormiu.
Romeu nunca chegou para buscar a Julieta com uma camisa
xadrez horrível...
Por essas e por outras que eles morreram se amando...

terça-feira, 15 de novembro de 2005

Meninas Digitais

Simplesmente maravilhoso, não acha? É 100% digital, nos seus mínimos detalhes! Posted by Picasa



domingo, 6 de novembro de 2005

Volta as Aulas

Meio estranho esse título, não é? Volta as aulas no final do ano? Pois é, essa semana começei a dar aulas novamente na Unilinhares/Cristo Rei. Uma nova turma de informática está agora comigo aprendendo Lógica de Programação. Sabe, existem momentos que saio do escritório e desanimo de ir para lá. Mas é só entrar na sala de aula e uma empolgação toma conta de mim e faço de tudo para não dar aulas propriamente ditas e sim dar um show para os alunos. Como a matéria é um pouco chatinha (algorítmos, Pascal, etc) tento fazer a aula paracer um espetáculo: conto "causos" dos meus queridos usuários, conto piadas, enfim, faço com que as aulas fluam de uma maneira simples e natural. E como sou apaixonado por programação, tento também passar um pouco dessa paixão para os alunos. Sei que muitos deles não vão cair para essa área, pois a área de programação é muito pepinosa. A grande maioria prefere trabalhar em outras, como montagem e manutenção ou mesmo redes. Mas mesmo assim, sinto um prazer incomensurável em tentar formar pelo menos um programador. Nas diversas turmas que passaram pela minha batuta, sempre um ou dois entram fortemente na área. Meu ex-funcionário Marcelo Couto, por exemplo, hoje o cara é um excelente programador. Trabalhou comigo na ABC Software por 3 anos e agora está muito bem em outra empresa.
Sinto um prazer incrível em saber que algumas pessoas chegaram aonde estão hoje por uma, digamos assim, "ajudinha" minha!!! :) Esses tempos atrás estava pensando cá com meus botões: "Muitos dos profissionais de Linhares ligados a informática hoje já tiveram aulas comigo"... Isso é uma coisa muito legal! Sinto como que se eu estivesse deixando alguma coisa fincada por aqui.
Bom, agora chega de lero-lero e deixa eu ir preparar meus Planos de Aulas! Isso sim, é um saco!!! :)

domingo, 30 de outubro de 2005

Derrota II - A New Beginner

"Existem males que vem para o bem"! - Nunca esse ditado foi tão certo. No meu penúltimo post, estava lamentando uma derrota. Lamentando, não! Na verdade, estava muito triste e meio que deprimido pelo jogo. Mas nada como um dia após o outro e hoje, analisando a situação por outro lado, cheguei a conclusão de que essa derrota era mesmo necessária. Necessária para recomeçar novamente a montar o time para disputar o próximo campeonato. Antes eu não sabia se existiria ou não um novo campeonato, mas sempre terá... Sim, novos jogos serão marcados, novas disputas, novas alegrias, novas tristezas, enfim, o jogo sempre continuará. Independente se meu time vai estar em campo ou não, o campeonato vai estar acontencendo. E agora, depois do vexame ocorrido, é hora de se preparar novamente. Fazer novas contratações (alguns atacantes já foram contactados), buscar um novo técnico, traçar novas metas e ir em frente... Sim, ir em frente! Isso é importante. Mais importante do que o fato de que o Banco Real dar 10 dias no cheque especial sem juros. :)

sábado, 29 de outubro de 2005

Ausência

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond de Andrade

Ps.: Este poema de Drummond reflete meu estado de espírito por estes dias tão conturbados!

Derrota

Estou me sentindo derrotado! Sabe, parece que perdi definitivamente o jogo. A única coisa que resta é tirar o time de campo e, talvez, se preparar para um possível próximo campeonato. E o pior de tudo? Eu mesmo contribuir para a minha própria derrota. Tinha tudo para fazer bonito e dar um espetáculo, mas não. Deixei o jogo seguir seu curso normal (ou anormal) e agora, aos 45 do segundo tempo é que percebi que o apito final está próximo. E creio que o juiz não vai dar nada de acréscimo e, mesmo se der, não há mais tempo de esboçar uma reação. Estou com um pesar enorme da consciência por ter deixado isso tudo acontecer. Deveria ter jogado o que sei jogar e como aprendi a jogar tão bem, como nas preliminares. Só que enquanto o jogo rolava, eu fazia outras coisas. E agora acabou! Estou me sentindo derrotado! Muito derrotado. Perdi o jogo!!! :~(

terça-feira, 25 de outubro de 2005

Banco Imobiliário

No decorrer do dia-a-dia da vida, muitas vezes chego a pensar que estamos vivendo num grande jogo "Banco Imobiliário"! Para quem não conhece, é um famoso jogo de tabuleiro onde seu objetivo é ganhar dinheiro para ficar bem na fita (tal como na vida real) e em determinados momentos, você é obrigado a tirar uma carta que pode ser sorte ou revés. Dependendo da sua
sorte, você pode vir a ganhar mais, ou então quando tudo está bonito, vem uma cartinha de revés e você leva uma pancadinha! Creio que na vida real aconteça a mesma coisa... De vez em quando somos obrigados a tirar certas cartas e atualmente as que tirei só vem revés! É pancada atrás de pancada, tanto no trabalho quando na vida pessoal! Se bem que na vida pessoal andei tirando umas cartas boas, mas isso é uma outra (e longa) história! Mas a maioria é revés mesmo! É tanta shit acontencedo que as vezes penso: "Nossa! Será que isso não vai acabar algum dia não? Será que vai ser sempre assim"?!? Mas o grande lançe é que (parodiando o Governo Federal) "sou brasileiro e não desisto nunca"!!!

sábado, 27 de agosto de 2005


Enquanto isso no Iraque! Posted by Picasa

Alberto


Alberto
Originally uploaded by Dellas Cápua.
Esse é o Sr. Alberto, famoso na Internet por nos informar das novidades mais quentes ocorridas nos últimos 20 anos!

segunda-feira, 1 de agosto de 2005

Voe

Sois apenas pássaros perdidos
Que num pouso forçado,
O desânimo visitou.
Mas quantos voam ao teu lado...
É só erguer tua cabeça,
Abrir tuas asas e seguir teu rumo.
Segue o barulho das águas.
Segue teus iguais, volta,
Cumpre teu papel,
Ocupa teu espaço outra vez.
Sois apenas pássaros perdidos
Que o descuido cobrou...
Agora é preciso que sejas corajoso.
Pássaro colorido,
Que percorre o céu com habilidade,
Enfeitando a vida de tantos olhos,
Volta a voar!

sábado, 30 de julho de 2005


Tristeza! :( Posted by Picasa

segunda-feira, 25 de julho de 2005

Royal Straight Flush


Esse foi o meu primeiro (e único até agora) Royal Straight Flush que fiz no Poker! Esse dia foi realmente incrível: fui recebendo as cartas uma a uma e elas foram entrando. Primeiro foi o Valete, depois a Dama, o Reis. O Ás eu recebi fechado. Olhei e pensei: "Só falta o 10 agora!"... Como o Ás estava fechado, recebi o 10 aberto... Nesse momento, meu coração disparou! Não lembro de ter sentido tamanha emoção ao ver o reluzente 10 de ouros sobre a mesa! Só para ter certeza mesmo, olhei umas duas vezes o Ás! Aí só foi apostar... E apostar alto! E teve gente que pagou, pensando que podia ser um blefe! Para quem não sabe, esse jogo aí em cima é o maior do Poker. É muito, mas muito difícil fazê-lo! É como acertar na mega-sena! Só a emoção, que é muito maior... Mas muito mesmo! E a cara dos adversários, então? Para entender mesmo o que estou falando, só jogando!

Campanha Presidencial


Para quem não sabe, já fui candidato a presidente. Perdir para John Kennedy por apenas 1 voto de diferença. Sabe de quem era o voto? Justamente o de Jackeline Kennedy!!! :)
Acima você vê uma foto de campanha! Essa aí foi do comício em Nova York! Posted by Picasa

domingo, 17 de julho de 2005

Campanha Johnnie Walker!










Arte Erótica


Sou fascinado por publicidade e de vez em quando pérolas como essa aparecem por aí! Essa aí, como você mesmo pode ver, é de um festival de Cine Erótico... O autor da campanha foi extremamente feliz, não acha?

Umbiguinho de Fora!!!


:)

Língua Portuguesa

A LÍNGUA PORTUGUESA NOS PERMITE ESCREVER ISSO...

Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português,
pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para
parar porque preferiu pintar panfletos.
Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder
progredir. Posteriormente, partiu para Pirapora.
Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia
praticar pinturas para pessoas pobres. Porém,
pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar
panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder
pagar promessas. Pálido, porém personalizado, preferiu
partir para Portugal para pedir permissão para papai
para permanecer praticando pinturas, preferindo,
portanto, Paris.

Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia
pintá-los. Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu
penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente,
pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente
pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para
pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas
perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente,
possantes potrancas. Pisando Paris, permissão para pintar
palácios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para
pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos,
pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se.

Profundas privações passou Pedro Paulo. Pensava poder
prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam pelo
pensamento, provocando profundos pesares, principalmente
por pretender partir prontamente para Portugal. Povo
previdente! Pensava Pedro Paulo... Preciso partir para
Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando
principais portos portugueses.

Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo. Parto, porém penso pintá-la
permanentemente, pois pretendo progredir. Pisando Portugal,
Pedro Paulo procurou pelos pais, porém, Papai Procópio partira
para Província. Pedindo provisões, partiu prontamente, pois
precisava pedir permissão para Papai Procópio para prosseguir
praticando pinturas. Profundamente pálido, perfez percurso
percorrido pelo pai.

Pedindo permissão, penetrou pelo portão principal. Porém,
Papai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu: Pediste
permissão para praticar pintura, porém, praticando, pintas
pior. Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petúnia.
Porque pintas porcarias? Papai, proferiu Pedro Paulo, pinto
porque permitiste, porém, preferindo, poderei procurar
profissão própria para poder provar perseverança, pois
pretendo permanecer por Portugal.

Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar,
procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois
pretendia pôr Pedro Paulo para praticar profissão
perfeita: pedreiro! Passando pela ponte precisaram pescar
para poderem prosseguir peregrinando. Primeiro, pegaram
peixes pequenos, porém, passando pouco prazo, pegaram
pacus, piaparas, pirarucus. Partindo pela picada próxima,
pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo
Péricles primeiro.

Pisando por pedras pontudas, Papai Procópio procurou
éricles, primo próximo, pedreiro profissional perfeito. Poucas
palavras proferiram, porém prometeu pagar pequena
parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo.
Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porém, Péricles
pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores
práticos. Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios.
Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas
paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo, pereceu pintando...
"Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois pretendo
parar para pensar... Para parar preciso pensar.
Pensei. Portanto, pronto pararei."

E você ainda se acha o máximo quando consegue dizer:
"O Rato Roeu a Rica Roupa do Rei de Roma."?

Quem Morre?

Morre lentamente
quem se transforma em escravo do hábito,
repetindo todos os dias os mesmos trajectos,
quem não muda de marca
Não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente
quem faz da televisão o seu guru.
Morre lentamente
quem evita uma paixão,
quem prefere o negro sobre o branco
e os pontos sobre os "is" em detrimento de um redemoinho de emoções,
justamente as que resgatam o brilho dos olhos,
sorrisos dos bocejos,
corações aos tropeços e sentimentos.
Morre lentamente
quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho,
quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho,
quem não se permite pelo menos uma vez na vida,
fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente
quem não viaja,
quem não lê,
quem não ouve música,
quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente
quem destrói o seu amor-próprio,
quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente,
quem passa os dias queixando-se da sua má sorte
ou da chuva incessante.
Morre lentamente,
quem abandona um projecto antes de iniciá-lo,
não pergunta sobre um assunto que desconhece
ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe.

Evitemos a morte em doses suaves,
recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior
que o simples fato de respirar.
Somente a perseverança fará com que conquistemos
um estágio esplêndido de felicidade.

Pablo Neruda

Dois

Dois...
Apenas dois.
Dois seres...
Dois objetos patéticos.
Cursos paralelos
Frente a frente...
...Sempre...
...A se olharem...
Pensar talvez:
“Paralelos que se encontram no infinito...”
No entanto sós por enquanto.
Eternamente dois apenas.

Pablo Neruda


Assino embaixo... Veio aquela sensação: "Escreveu isso pra mim..."
Como o próprio Neruda disse:
"Um poema não tem dono! Pertence a quem precisa dele."

domingo, 19 de junho de 2005

Amigo - Um Ensaio

Difícil querer definir amigo. Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta.

Amigo é mais que ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas. É quem tentou e fez, e não tem o egoísmo de não querer compartilhar o que aprendeu. É aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o simples ato de compartilhar um instante qualquer contigo já o realimenta, satisfaz. É quem já sentiu ou um dia vai sentir o mesmo que você. É a compreensão para o seu cansaço e a insatisfação para a sua reticência.

É aquele que entende seu desejo de voar, de sumir devagar, a angústia pela compreensão dos acontecimentos, a sede pelo "por vir". É ao mesmo tempo espelho que te reflete, é óleo derramado sobre suas águas agitadas. É quem fica enfurecido por enxergar seu erro, querer tanto o seu bem e saber que a perfeição é utopia. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais seu sorriso.

Amigo é aquele que toca na sua ferida numa mesa de chopp, acompanha suas vitórias, faz piada amenizando problemas. É quem tem medo, dor, náusea, cólica, gozo, igualzinho a você. É quem sabe que viver é ter história pra contar. É quem sorri pra você sem motivo aparente, é quem sofre com seu sofrimento, é o padrinho filosófico dos seus filhos. É o achar daquilo que você nem sabia que buscava.

Amigo é aquele que te lê em cartas esperadas ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas. É aquele que te ouve ao telefone mesmo quando a ligação é caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se tivesse olhando em seus olhos. Amigo é multimídia.

Olhos... amigo é quem fala e ouve com o olhar, o seu e o dele em sintonia telepática. É aquele que percebe em seus olhos seus desejos, seus disfarces, alegria, medo. É aquele que aguarda pacientemente e se entusiasma quando vê surgir aquele tão esperado brilho no seu olhar, e é quem tem uma palavra sob medida quando estes mesmos olhos estão amplificando tristeza interior. É lua nova, é a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante, com múltiplas e inesperadas cores que cabem todas na sua íris.

Amigo é aquele que te diz "eu te amo" sem qualquer medo de má interpretação: amigo é quem te ama "e ponto". É verdade e razão, sonho e sentimento. Amigo é pra sempre, mesmo que o sempre não exista.

domingo, 22 de maio de 2005

Celular - Vivendo Off-Line

Hoje faz 60 dias que estou sem meu celular e quer saber? Ainda continuo vivo (nenhuma analogia a operadora) e muito bem, obrigado! Sempre imaginei que não conseguiria mais viver sem um pendurado no cinto. As vezes saia de casa e pensava:
- "Como vão me achar"?
- "E se eu precisar localizar algum amigo"?
Mas os dias foram passando e mesmo estando off-line, as pessoas ainda assim conseguiam me encontrar e não deixei de perder nenhum compromisso ou mesmo negócio! Porém, essa semana agora que está chegando, meus dias "livres e felizes" estarão acabando, pois além de voltar a ter um pendurado na cintura, agora estarei sempre on-line no Messenger. Mesmo quando estiver em trânsito, meu novo aparelho permitirá estar sempre conectado! Agora, além de poder ser "atentado" em qualque lugar, também serei pertubado virtualmente.
Lendo as bens traçadas linhas de Vinicius Torres Freire, colunista da Folha de São Paulo, pensei com meus botões: "É isso que sempre quis dizer sobre celulares... Sem tirar nem por"!

"Neste ano, haverá tantos celulares no país como metade dos brasileiros. Há 5,5 milhões de carros em São Paulo e 8,5 milhões de celulares. Orelhas, cérebro e o tempo das pessoas estão congestionados. Por que as pessoas gostam tanto desse telefone? O celular é um brinquedão. Já podemos carregar um microcomputador de mão com radiola eletrônica (MP3, iPod), máquina de fotos, joguinhos, miniTV, celular com programa de controle e espionagem dos filhos e toda a tralha nova que vierem a inventar. (...) Como os sociólogos diziam antigamente, o celular talvez seja quase um fato social total. Talvez seja tão popular por ser um elemento de status. O seu tira foto? O meu filma, dança quando toca e massageia a orelha. (...) Mas o que a maquineta parece satisfazer mesmo é a atualíssima ansiedade narcísica e infantil de ser atendido e ouvido, sem mais, a qualquer hora. Atenua a solidão, a miséria da subjetividade e das mentes que não sabem o que fazer em silêncio reflexivo, oferecendo fofoca, fetiches e relíquias vulgares em forma de fotos inúteis, música ruim e/ou mal ouvida. Sozinha, a maioria das pessoas parece não se suportar".

quinta-feira, 12 de maio de 2005

Palavrões

Os palavrões não nasceram por acaso. São recursos extremamente válidos e criativos para prover nosso vocabulário de expressões que traduzam com a maior fidelidade nossos mais fortes e genuínos sentimentos. É o Povo fazendo sua língua. Como o Latim Vulgar, será esse Português Vulgar que vingará plenamente um dia. Sem que isso signifique a "vulgarização" do idioma, mas apenas sua maior aproximação com a gente simples das ruas e dos escritórios, seus sentimentos, suas emoções, seu jeito, sua índole.

"Pra caralho", por exemplo. Qual expressão traduz idéia de maior quantidade do que "Pra caralho"? "Pra caralho" tende ao infinito, é quase uma expressão matemática, física. A Via-Láctea tem estrelas pra caralho, o Sol é quente pra caralho, o universo é antigo pra caralho, eu gosto dela pra caralho, entende?

No gênero do "Pra caralho", mas no caso expressando a mais absoluta negação, está o famoso e crescentemente utilizado "Nem fodendo!". Que nem o "Não, não e não!" e nem tampouco o nada eficaz e já sem nenhuma credibilidade "Não, absolutamente não!" substituem. O "Nem fodendo" é irretorquível, liquida o assunto. Te libera , com a consciência e o ego tranqüilos, para outras atividades de maior interesse em sua vida.

Aquele filho pentelho de 17 anos te atormenta pedindo o carro pra ir surfar no litoral? Não perca tempo nem paciência. Solte logo um definitivo "Huguinho, presta atenção, filho querido, NEM FODENDO!". O impertinente se manca na hora e vai pro Shopping se encontrar com a turma numa boa e você fecha os olhos e volta a curtir o novo CD do Lupicínio.

Por sua vez, o "porra nenhuma!" atendeu tão plenamente as situações onde nosso ego exigia não só a definição de uma negação, mas também o justo escárnio contra descarados blefes, que hoje é totalmente impossível imaginar que possamos viver sem ele em nosso cotidiano profissional.

Como comentar a bravata daquele chefe idiota senão com um "é PhD porra nenhuma!", ou "ele redigiu aquele relatório sozinho porra nenhuma!". O "porra nenhuma", como vocês vêem, nos provê sensações de incrível bem estar interior. É como se estivéssemos fazendo a tardia e justa denúncia pública de um canalha. São dessa mesma gênese os clássicos "aspone", "chepone", "repone" e, mais recentemente, o "prepone" - presidente de porra nenhuma.

Há outros palavrões igualmente clássicos. Pense na sonoridade de um "Puta-que-pariu!", ou seu correlato "Puta-que-o-pariu!", falados assim, cadenciadamente, sílaba por sílaba... Diante de uma notícia irritante qualquer um Puta-que-o-pariu! dito assim te coloca outra vez em seu eixo. Seus neurônios têm o devido tempo e clima para se reorganizar e sacar a atitude que lhe permitirá dar um merecido troco ou o safar de maiores dores de cabeça.

E o que dizer de nosso famoso "vai tomar no cu!"? E sua maravilhosa e reforçadora derivação "vai tomar no olho do seu cu!". Você já imaginou o bem que alguém faz a si próprio e aos seus quando, passado o limite do suportável, se dirige ao canalha de seu interlocutor e solta: "Chega! Quer saber mesmo de uma coisa? Vai tomar no olho do seu cu! ". Pronto,você retomou as rédeas de sua vida, sua auto-estima. Desabotoa a camisa e saia à rua, vento batendo na face, olhar firme, cabeça erguida, um delicioso sorriso de vitória e renovado amor-íntimo nos lábios.

Seria tremendamente injusto, em que pesem ainda inexplicáveis e preconceituosas resistências à sua palavra-raiz, não registrar aqui a expressão de maior poder de definição do PV (Português Vulgar): "Embucetou!". E sua derivação mais avassaladora ainda: "Embucetou de vez!".

Você conhece definição mais exata, pungente e arrasadora para uma situação que atingiu o grau máximo imaginável de ameaçadora complicação? Expressão, inclusive, que uma vez proferida insere seu autor em todo um providencial contexto interior de alerta e auto-defesa. Algo assim como o comentário de um vizinho para sua esposa ao sacar que no auge da violenta briga do casal da residência ao lado, chegam de súbito a amante, o filho espúrio e o cunhado bêbado com o resultado do exame de DNA: "Fecha a porta que embucetou de vez!".

O nivel de stress de uma pessoa é inversamente proporcional à quantidade de "foda-se!" que ela fala. Existe algo mais libertário do que o conceito do "foda-se!"? O "foda-se!" aumenta minha auto-estima, me torna uma pessoa melhor. Reorganiza as coisas. Me liberta. "Não quer sair comigo? Então foda-se!". "Vai querer decidir essa merda sozinho(a) mesmo? Então foda-se!"

O direito ao "foda-se!" deveria estar assegurado na Constituição Brasileira.

Liberdade, igualdade, fraternidade e foda-se.

Epopéia de Uma Cagada

Para aqueles que gostam de comer buchada de bode, dobradinha com jiló, galinhada com pequi ou similares:

1. Primeiramente você vai soltar alguns peidos com cheiro de latrina transbordante de rodoviária. Vai te dar uma sensação de paz e bem estar. A pessoa que estiver ao seu lado vai apresentar vômito instantâneo.

2. Após esses peidos, virão alguns mais fortes, tipo bufa. Esses serão barulhentos e, ocasionalmente, molhados. Por isso, após os primeiros peidos, é recomendável encaminhar-se a primeira privada ao seu alcance, de preferência em um banheiro que tenha chuveiro. Tente pegar alguns quadrinhos para ler. Dê preferência aos mais leves, tipo Cebolinha ou Cascão, uma vez que sua estada no trono não será prazerosa.

3. Cólicas intestinais virão de modo avassalador, fazendo com você se retorcer como uma potra no cio. Nesse momento, se você ainda não estiver no banheiro, tente ficar em um só lugar, pra não ter que limpar a casa toda.

4. Um jato de água com merda molhará toda a sua bunda. Não se assuste, uma vez que é apenas o ricochete da sua obra no vaso. Nesse momento, você não saberá se está cagando ou mijando, uma vez que tudo será líquido.

5. Apos cerca de 5 minutos de martírio, o fluxo cessará. Mas cuidado, não saia do vaso em hipótese alguma. Após cerca de 30 segundos de alívio, nos quais você deve aproveitar e ler uma historinha, pra relaxar, junto com uma nova sessão de cólicas virão uma série de bolhas fecais, que resultarão em um novo fluxo de merda, dessa vez mais forte, molhando inclusive sua coxas.

6. Cessado novamente o fluxo, enrole cerca de 1 metro de papel higiênico e tire o grosso, pra você não levantar e pingar merda na toalhinha do chão. Não vista a cueca, porque você ainda estará imundo e, provavelmente, com cheiro de bunda de babuíno.

7. Dê quatro descargas.

8. Tome um banho. Demore cerca de 20 minutos, concentrando-se na lavagem do ânus, nádegas e coxas.

9. Acenda três caixas de fósforos. Um pouco de gasolina no vaso também é eficiente na remoção do aroma deixado. Coloque fogo. Só saia quando apagar.

10. Sua bunda vai estar ardendo muito. Mas isso já é problema seu.


Para ilustrar nossa cagada, segue algumas fotos realmente interessantes sobre os seres-humanos e suas "obras"! :)


Cagada 1 - Essa não teve tempo! Foi muito rápido... Posted by Hello



Cagada 2 - Uma obra de arte! Posted by Hello



Cagada 3 - O que será que esse indivíduo comeu? Posted by Hello



Cagada 4 - Essa vai fuuunnnddoooooo! Posted by Hello



Cagada 5 - Fico imaginando o trabalho para fazer esse! Posted by Hello



Cagada 6 - Esse aqui pra descer vai precisar de no mínimo uns 10 baldes com água jogados de uma maneira rápida e precisa! Posted by Hello

domingo, 1 de maio de 2005

Ser Programador

O QUE É SER PROGRAMADOR DE COMPUTADOR:

* Você trabalha em horários estranhos!
(Que nem as putas!)

* Te pagam pra fazer o cliente feliz!
(Que nem as putas!)

* Seu trabalho sempre vai além do expediente!
(Que nem as putas!)

* Você é mais produtivo à noite!
(Que nem as putas!)

* Você é recompensado por realizar as idéias mais absurdas do cliente!
(Que nem as putas!)

* Seus amigos se distanciam de você, e você só anda com outros iguais à você!
(Que nem as putas!)

* Quando vai ao encontro do cliente, você tem de estar sempre apresentável!
(Que nem as putas!)

* Mas quando você volta, parece saído do inferno!
(Que nem as putas!)

* O cliente quer sempre pagar menos e quer que você faça maravilhas!
(Que nem as putas!)

* Quando te perguntam em que trabalhas, tens dificuldade de explicar!
(Que nem as putas!)

* Se as coisas dão errado, é sempre culpa sua!
(Que nem as putas!)

* Você faz "programas"!
(Que nem as putas!)

* Recebe por programa ou por hora!
(Que nem as putas!)

* Tem sempre um gigolô ganhando muito em cima de você!
(Que nem as putas!)

* Todo dia, ao acordar, você diz: NÃO VOU PASSAR O RESTO DA VIDA FAZENDO ISSO!!!
(Que nem as putas)

Oração dos Estressados

Senhor,

Dê-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, coragem para mudar as coisas que não posso aceitar, e sabedoria para esconder os corpos daquelas pessoas que eu tiver que matar por estarem me enchendo muito o saco. Também, me ajude a ser cuidadoso com os calos em que piso hoje, pois eles podem estar directamente conectados aos sacos que terei que puxar amanhã.

Ajude-me, sempre, a dar 100% de mim no meu Trabalho:

12% na segunda-feira,
23%, na terça-feira,
40% na quarta-feira,
20% na quinta-feira,
5% na sexta-feira.

E ajude-me sempre a lembrar, quando estiver tendo um dia realmente ruim e todos parecerem estar me enlouquecendo, que são necessários 42 músculos para socar alguém, 17 para sorrir e apenas 4 para estender meu dedo médio e mandá-lo para aquele lugar...

terça-feira, 12 de abril de 2005

Pancada no Carteado

A cada carteado, descubro quanto o Poker é um jogo ingrato. É o único jogo em que "fortunas" passam de uma mão para outra em questão se minutos! Minutos não, segundos. E ontem (dia 11/04 - preciso gravar bem esta data) não foi diferente.

O jogo começou de uma maneira tranquila. Apesar de ter perdido algumas partidas no começo, mas me segurei bem e cheguei a separar 3 cacifes! Tinha o meu inicial e mais 3 por fora. Bom, tudo ia muito bem, até Geraldo Lazzari ter pego o baralho para iniciar mais uma partida. Fui recebendo as cartas e qual não foi a minha agradável (até aquele momento) surpresa ao perceber que tinha recebido quatro barbudos, ou seja, eu tinha de mão um Four de Reis. Contive a surpresa inicial e me preparei para ganhar mais algumas fichas. Para minha felicidade temporária, Tubamar não trocou de carta. Da Periferia trocou 2 e o desgraçado do Petrônio trocou 3 cartas. Guarde bem isso. O desconjurado TROCOU 3 CARTAS. Na minha vez, para desfarçar, troquei apenas 1 de agá, pois já tinha meu super jogo pronto. As apostas começaram e o primeiro a apostar foi Tubamar, que iniciou as apostas com 10 fichas. Da Periferia pulou fora. O descomungado (Petrônio) colocou as 10 de Tubamar e mais 40 fichas. Meus olhos se encheram de alegria e, olhando para o desgraçado, proferi a célebre frase:

- É... Acho que você me pegou!

Coloquei as 10 de Tubamar, as 40 do desgraçado e mais 100 fichas. Geraldo nem esperou eu apostar direito e já correu. Tubamar espraguejando também pulou fora. Novamente, o desgraçado me olhou com aquele olhar de peixe morto querendo se passar por coitado e disse:

- Já que estou na chuva vou me molhar! Suas 100 fichas mais 1 Cacife!

Nesse instante parece que o tempo deu um stop e tudo ficou como no filme Matrix. Abaixei as minhas cartas e começei a imaginar o quê aquele espraguejado poderia ter. Pensei... Pensei... Pensei... Era pra mim só ter pago aquela porra mas, como eu disse, o tal do Poker é uma desgraça além de ser um jogo INGRATO. Pensei com meus botões: "Esse cara deve tá com um four também, mas o meu é de REI. Ele deve ter um de damas ou valetes. Vou botar pra fuder!" e num impulso mandei:

- Seu cacife, mais dois!

Coloquei praticamente tudo o que eu havia ganhado e mais o que eu não tinha naquela maldita jogada. O restante da história foi que o espraguejado pagou os dois cacifes e paralelamente foi me perguntando:

- Você tem street?
- Não! - respondi com o coração já saindo pela boca.
- Então você perdeu! - foi a resposta seca!
- Com um four de Reis? - perguntei jogando as cartas na mesa com um sorriso ainda meio tímido.
- Sim, por que o meu é de Ás!

Pude sentir o sangue saindo do meu rosto! Sob olhares perplexos dos demais da mesa que não acreditavam naquilo que tinham acabado de ver: um four de REIS e um de ÁS na mesma mão! É muito difícil isso acontecer, mas aconteceu! E a porra do four de REIS era meu e o de ÁS estava na mão de Petrônio que estava praticamente perdendo o jogo inteiro! Justamente o único jogo que ele não poderia ter, ele tinha. Em menos de 30 segundos o cara saiu de um prejuízo enorme para um vitória esplendorosa!

Por isso que eu não paro de jogar essa merda! É um jogo ingrato com quem vacila! Era para mim ter ficado pianinho e só ter pago aquele cacife. Teria perdido só um pouco e com os prêmios que receberia, tinha ficado mais ou menos na mesma! Mas não, fui ganancioso e quis ganhar mais e acabei me rasgando. Foi a pior pancada que tomei no carteado em toda a minha vida!

Ainda deu para manter a liderença do campeonato, mas creio que o espraguejado esteja logo atrás de mim e mais 1 ou 2 pancadinhas pequenas que eu tomar, ele chega no encalço e assume a primeira colocação.

Mais uma vez, como o Poker é ingrato... Como é ingrato...

terça-feira, 22 de março de 2005

Mergulhos

Esses tempos atrás, dando uma geral nos meus aposentos, encontrei meu velho e abandonado equipamento de mergulho. Enquanto tirava a poeira, começei a lembrar dos ótimos momentos que passei curtindo esse fascinante esporte. Quando você veste o equipamento e entra na água, parece que tudo fica pra trás. A partir dali é você, a lagoa e os diversos peixes e "cenários" que você encontra/descobre. Teve época que chegávamos a ir pescar umas 3 vezes por semana. De manhã, de noite, a tarde... E era raro voltar sem pelo menos 2 peixinhos na fieira. Mas o grande lançe (pelo menos para mim) não era a pescaria em si. Tem um ditado que diz que o melhor de uma festa é esperar por ela. Pois é, com os mergulhos era assim também. Todo aquela ritual da preparação, da ida, do acampamento, das bagunças, dos "rangos" ;), das caminhadas de até 5 km com aproximadamente 7 ou 8 kilos de chumbo preso na cintura. O contato com a natureza, os locais pitorescos e de difícil acesso aos quais íamos. Tudo era muito show. Digo era porque faz uns dois ou três anos que não mergulho mais. Ainda acho que vou retornar a praticar, pois grandes amigos ainda mergulham e, de vez em quando, me convidam para ir com eles... Qualquer dia desses (se o Delphi deixar) eu vou mesmo! Por enquanto, vou deixar postado algumas fotos (das muitas) que tiramos nesses maravilhosos momentos! Num próximo post, vou publicas fotos das diversas lagoas que mergulhamos aqui no Principado de Linhares, no Espírito Santo! Para quem desconhece, temos 72 lagoas, sendo a Juparanã a terceira do Brasil em volume de água. Um prato cheio para quem gosta e pratica Pesca Submarina! :)



Uma (das várias) pescarias na Lagoa das Palminhas. Se não me engano, nesse dia pegamos um tremendo temporal no meio da lagoa. Foi quando vimos um fantástico cardume de Crumatãs passando pela gente a dois mil por hora. Era apontar o arpão e atirar... Sem erro! Posted by Hello



Um bela fieira de peixes! Só tem Tucunaré! Também foi na Lagoa das Palminhas.  Posted by Hello



Eu e meu amigo(?) Angelo Grassi, num mergulho de busca por um arpão perdido. Foi um dos primeiros mergulhos com cilindro... O local é um show a parte. Lagoa dos Amarelos. Advinha por que o nome? Conhece o tal do Tucunaré? Também chamado de Amarelão!!!  Posted by Hello



Essa foi em Viçosa! Se preparando para entrar no Mar! Posted by Hello


Mais uma foto a bordo de uma "lanchinha" que nos levou em Coroa Vermelha, muito perto de Abrolhos! Posted by Hello


Lindão, né? Também foi tirada em Coroa Vermelha, próximo a Abrolhos!  Posted by Hello

Stumble!

Uma nova ferramenta que tá rolando na Internet promete ser a nova coqueluxe do momento na grande rede. Trata-se se do StumbleUpon. A idéia é bem simples, mas bantante genial: você instala uma barra de ferramentas no seu navegador e cria uma conta no serviço. Logo em seguida você seleciona categorias pelas quais possui interesse. A parti daí, você seleciona uma categoria na barra (ou todas) e clica em Stumble! e você será levado para fantásticas páginas da Internet que, de outras formas, você dificilmente conseguiria chegar. Você também ajuda a comunidade clicando em "I Like It!" (Eu gostei disso!) ou "Not For Me" (Não é pra mim). Assim, sempre que você clicar em "I Like It" a página será destacada por você e passará a fazer parte das categorias, de modo que outros usuários também a acessem, formando uma imensa base de "Favoritos". É muito legal (e viciante) ficar clicando em Stumble!, pois a cada clique, você descobre páginas super interessantes relacionadas aos seus interesses. Se quiser me adicionar como amigo, é só clicar aqui! Instale agora mesmo e curta esse mais novo vício da Internet!

domingo, 20 de março de 2005

Coisas de Seres Humanos

O ser-humano faz cada coisa! As vezes fico imaginando até aonde nós iremos! Para ter uma idéia disso, dê só uma olhada nisso aqui:

1 - Como amassar uma latinha! (Manual Didático)
2 - Como dar um nó em um pingo d'água! (Essa foi f*d*)

Ou isso é muita falta do que fazer ou é um ápice da imbecilidade...

E o pior de tudo... Foi feito por um professor da POLI-USP!

(Depois ainda dizem que eu sou doido...)

Tecnologia Flash

O Macromedia Flash é sem dúvida alguma um divisor de águas. Podemos classificar a Internet como Antes do Flash e Depois do Flash. Para quem viu a Internet (leia-se WEB) nascendo e vê agora, sabe do que estou falando! Navegando por aí, encontrei um site que explora ao máximo o Action Script - a linguagem utilizada pelo Flash. Clique aqui e dê só uma olhada no quê se pode fazer com o Action Script. Para quem não entende muito, apenas verá algumas animações, mas pra quem é um pouco entendido, vai saber o poderio de fogo do Flash.
Outro exemplo bem legal, é esse caleidoscópio personalizado. Dá para criar efeitos super legais. Se preferir jogos utilizando Flash, aqui tem diversos joguinhos. Eu particulamente, gostei muito do Acno. Existem alguns jogos em Flash que ficam famosos na net. É o caso do Yeti Sports. O cara fez um joguinho onde usando um Monstro das Neves, você testava a sua habilidade em "lançamento de pinguins"! O game virou um sucesso tão grande, que o autor fez uma série de vários que seguem o mesmo estilo. Um clone bem legal desse primeiro game é este aqui. Nele, você está num show com alguns Punk's e deve arremesar com um golpe de kunk-fu um idiota da platéia. Um outro joguinho bem legal e viciante e este aqui. Você precisa levar o cãozinho até em cima. Quando descobri, passei horas jogando.
Além desses joguinhos e programinhas, o Flash também é um show a parte para animação. Para se ter uma idéia da criatividade e do poder do mesmo, visite o Anima Mundi Web. O Anima Mundi é um concurso de animação mundial que reúne o que há de melhor em animações Flash.

quarta-feira, 2 de março de 2005

Necessidades

Nunca tinha entendido por que as necessidades sexuais dos homens e das mulheres são tão diferentes. E nunca tinha entendido por que os homens pensam com a cabeça e as mulheres com o coração. Uma noite, semana passada, minha mulher e eu estávamos indo para a cama. Bom, começamos a ficar à vontade, fazer carinhos, já estava bastante excitado e nesse momento, ela fala: "Acho que agora não quero, só quero que você me abrace! Me abrace mas me abrace forte"! Eu falei: "O QUEEEEEE??" Ela falou: "Você não sabe se conectar com as minhas necessidades emocionais como mulher". Comecei a pensar onde podia ter falhado. No final, assumi que naquela noite, não ia rolar nada, virei e dormi.

No dia seguinte fomos a um grande hipermercado, do tipo Carrefour, com muitas lojas dentro dele. Dei uma volta enquanto ela experimentava três modelitos caríssimos. Como não podia decidir por um ou outro, falei para comprar os três. Então ela me falou que precisava de uns sapatos que combinassem, a R$ 200,00 cada par. Respondi que tudo bem. Depois fomos à seção de joalheria, de onde saiu com uns brincos de diamantes. Estava tão emocionada! Deveria estar pensando que fiquei louco, agora penso que estava me testando quando pediu também uma raquete de tênis, porque nem tênis ela joga. Acredito que acabei com seus esquemas e paradigmas quando falei que sim. Ela estava quase excitada sexualmente depois de tudo isso; Vocês tinham que ver a carinha dela, toda feliz! Quando ela falou: "Vamos passar no caixa para pagar" tive dificuldade para me segurar ao falar com ela: "Não, meu bem, acho que agora não quero comprar tudo isso". Ela ficou pálida. Ainda falei: "Só quero que você me abrace. Me abrace mas me abrace forte". No momento em que começou a ficar com cara de querer me matar, falei: "Você não sabe se conectar com as minhas necessidades financeiras como homem..."

Acredito que o sexo acabou para mim até o natal de 2008...

(Luis Fernando Veríssimo)

domingo, 13 de fevereiro de 2005

Interagindo...




Arraste o coelhinho para o outro lado....

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2005

Um pedacinho da coluna do Veríssimo

Faça assim: quando alguém na mesa exibir seu telefone celular último tipo, que faz e recebe chamadas, grava mensagens e músicas, acessa a internet, tira fotografias e as transmite para qualquer PC e dá a velocidade do vento, diga:

- Ah, é? Mas ele faz isto?

E tire um pente do bolso e comece a se pentear.

Ou espere o celular de cada um na mesa tocar pelo menos uma vez antes de dizer, "Epa, agora sou eu", tirar do bolso uma gaitinha de boca, tocar uma frase musical e depois guardá-la.
Somos poucos e temos poucas armas, mas não podemos nos entregar pra eles.

_______________


Se você parar um pouco e pensar que, há mais ou menos 10 anos atrás, vivíamos sem celular e mesmo assim tudo funcionava e você conseguia achar as pessoas da mesma forma como acha hoje, com um simples toque, perceberá o quão viciado está em tecnologia. É a era da comunicação! Saia de casa hoje sem celular... Eu pelo menos me sinto como que "desconectado" do mundo, mais precisamente em "stand alone". Um dia ainda vou jogar meu celulite numa lagoa dessas de Linhares, ah se vou! Aliás, deixa eu ver se alguém me ligou... ;)

domingo, 6 de fevereiro de 2005

Guriri Verão 2005

Este é o meu primeiro post em trânsito. Se bem que, 80 km de distância não é assim tão em trânsito, mas estou em outro computador agora que não o meu em casa ou do escritório, portanto, estou em trânsito. Estou postando da Ilha de Guriri. Está chovendo agora (confirmando a previsão que acabei de ver no Weather.com) e o povo aqui (como a mineirada) foi assim mesmo para a praia. No mínimo devem estar brincado de Bife-a-rolé, pirâmide e você lá na areia, rindo e fingindo que não conhece ninguém! Ontem teve o show do Manimal. Mesmo sendo um pouco "diferente" de carnaval, o show foi maneiro e conseguiu animar a galera. No mais, Guriri estava praticamente do mesmo jeito. Muita gente feia, muito futum, e muita doidera. Falando em doidera, ontem só tomei 2 flamejantes (diferente do ano passado que tomei uns 10 e ainda 2 garrafas de Johnny Walker e fui terminar a noite dormindo na calçada de uma farmácia) e algumas latinhas (poucas) de cerveja. Hoje vou ficar mais light, só nos Johnnynho mesmo! A chuva lá fora tá mandando ver! Acho que vou ter muito assunto para escrever, visto que provalmente vou ficar em casa aqui no computer. Só estou sentindo falta do Pro Evolution Soccer, meu jogo de futebol favorito. Estou montando o meu time, o Dellas Futebol Clube para a temporada de 2005 e com o tempo que estou tendo aqui poderia muito bem montar o "Time dos Sonhos", pois poderia analizar com calma a ficha de cada jogador! Como despedida temporária, vou deixar umas fotos da (como eu costumava chamar) Ilha do Prazer!!!


quarta-feira, 2 de fevereiro de 2005


Pensamento para sempre! :) Posted by Hello

sábado, 29 de janeiro de 2005

Time dos Sonhos


Um dia o "Dellas Futebol Clube" será esse!
Só não sei quando, mas que vai ser, a isso vai... :)