quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

LostWinds



Imagine que você tivesse um poder para controlar o vento? Pense, então, na possibilidade de manipular este elemento da natureza? Pode parecer um pouco sem sentido, mas essa é a essência do game LostWinds, do estúdio inglês Frontier. Na estória, você é Toku, um jovem rapaz que é o único que pode salvar o mundo de Mistralis do mal. Então você usa o poder de Enril, o espírito do vento, para ajudá-lo nessa terra encantada e mágica, cheia de intrigas que explode para a vida com todas as suas ações e explorações. Com uma delicada brisa ou um devastador tornado, Enril protege e guia Toku por uma estonteante aventura pelas terras mágicas de Mistralis.
Lançado originalmente em 2008 exclusivamente para o Nintendo Wii, o jogo utilizava uma mecânica super criativa através do Wii Remote para controlar o vento na empolgante jornada de Toku. Recentemente foi portado para o iPad e os controles foram re-adaptados paras os dispositivos com telas sensíveis ao toque. Está disponível para iPhones 3GS, 4 e 4S e iPads. Com um tamanho de aproximadamente 80 MBytes, o lindo jopo custa US$ 3,99! Lembrando - se é que alguém ainda não sabe disso - que o mesmo não existe na App Store Tupiniquim.
Eu fiquei um pouco relutante em adquiri-lo. Mesmo recebendo 5 estrelas de todos que compravam, eu me questionava se ainda teria tempo para se dedicar a mais uma aventura. Eu bem que sei que elas consomem um tempo significante da sua vida, dependendo do nível de dificuldade e da trama, é claro! Quem, nos anos 80, jogou Amnesia sabe muito bem o que estou falando! Mas então tomei coragem, tirei o escorpião do bolso e comprei. Fiquei literalmente encantado! Além de ser um jogo muito, mas muito bonito mesmo, com uma excelente trilha sonora, a trama é de uma ingenuidade e sagacidade brilhantes, com quebra-cabeças simples e nem por isso óbvios. Lógico que você vai precisar usar o grande cabeção e pensar um pouco para solucioná-los (ainda não terminei), mas não é nada absurdamente complicado. Jogando LostWinds, me lembrei da minha infância, quando passava horas e mais horas em frente a um Apple jogando fantásticas aventuras como Masquerade, Mask Of The Sun, Kings Quest ou o intrigante Fahrenheit 451! Fica aí a dica para quem tem um iPad!

Nenhum comentário: