domingo, 5 de junho de 2011

Lixos da Vida

Nesta última sexta-feira a noite resolvi ficar em casa ouvindo música e então aproveitei o ensejo e fiz uma faxina nas minhas coisas. Abri cada gaveta, cada armário, cada local onde se amontoavam “troços” e joguei muita, mas muita coisa fora, pro lixão mesmo. Foram extratos bancários velhos, cartas e cartões que não fazem mais sentido para a atualidade, contas velhas, objetos sem uso enfim, tudo aquilo que no passado pode até ter sido importante, mas que hoje a única coisa que estão fazendo é ocupar espaço, tanto nos armários quanto na cabeça (e também no coração). E a cada arremesso de algo para o “recycle bin”, devaneios desfilavam pela minha cabeça, como se eu pudesse fazer uma viagem nostálgica e voltar no momento em que aquele documento foi registrado/criado/recebido ou objeto foi usado/adquirido. Às vezes ficava feliz em lembrar e às vezes ficava triste. Mas essa tristeza não era ruím. Era uma tristeza boa, se é que existe tristeza boa. Uma tristeza assim, meio que de alívio que aquilo passou e que acabou. Não acho que consigo colocar aqui em Noites o verdadeiro significado daquele sentimento de sexta-feira, se bem que isso agora não importa muito. O que importa mesmo é que as gavetas e os armários estão limpos, vazios e prontos para receberem novas coisas, novos momentos e novas alegrias, como eu mesmo já mencionei aqui com a história de uma fita de cetim!
E então pensei cá com meus botões: como é importante essa faxina. Como é importante você destruir e jogar fora esses resquícios de passado que devem ficar por lá, enterrados mesmo, como se tivessem sido um sonho ou mesmo um pesadelo. Como é importante para a nossa alma ser polida novamente, para que possamos voltar a brilhar, como diz a letra da música do Floyd: “Shine on your crazy diamond!” :)
Agora a próxima etapa e limpar tanto Paula Cristina, a velha Paula Cristina, como também Maria Catarina e, não podendo esquecer Jurema. Acredito que existam coisas nos seus discos rígidos que já deveriam ter sido deletadas a muito, mas muito tempo mesmo. Como já foi dito, novos arquivos e novos programas e também novas versões estão chegando e precisam de espaço. Então, mãos a obra…

Nenhum comentário: