sexta-feira, 22 de dezembro de 2006

Bruxas, Feitiços e Encantos

Sábado passado, na festa da Acqua Fértil (vide post abaixo) eu conheci uma bruxa, uma "bruxinha" na verdade... Não posso e não vou revelar sua identidade para não causar possíveis transtornos a ela. Olhando-a, você nem imagina que figura que é essa bruxinha. Bastaram poucas horas de conversa na festa para eu descobrir que, apesar de ser uma bruxa (como ela mesmo se chama), ela é encantadora. Primeiro pelo seu português. É isso mesmo... Eu e John Player começamos uma "brincadeira" de estudar português e tudo que perguntávamos ela acertava e ainda colocou a gente em situações que ficamos, literalmente, de cara. Depois ela começou a ler minha mão (como as ciganas) e disse algumas coisas bem interessantes ao meu respeito. Um pouco mais tarde (eu mais pra lá do que pra cá - leia-se álcool), ela me revelou que também joga Tarot. E como eu sou meio místico para esse tipo de coisa, fiquei louco para ela jogar pra mim... E combinamos que em qualquer dias desses ela iria fazer o "serviço"... De uma certa forma, eu fiquei meio que encantado (ou seria enfeitiçado) por ela... Numa outra festa de confraternização, lá estávamos nós novamente: eu, a bruxinha e mais alguns amigos. E novamente começamos a conversar e fiquei novamente de cara quando ela me disse que criava um sapo-boi em casa, o tal do Lanchinho! Digo criava porque, segundo ela, a vizinha viu aquele sapão de nome tão simpático pulando pela calçada da sua casa e jogou sal no seu "bichinho"... Realmente tem tudo haver né? Uma bruxa tem que ter um animalzinho e nada mais meigo do que um sapo-boi com um nome lindinho... Hoje ela tem 3 gatos que moram (ou freqüentam) a sua casa. Ela me disse o nome dos três, mas não estou conseguindo lembrar agora! Cheguei até a comentar com ela do gato mais doido do mundo que eu tinha: o byte!
Apesar de conhecê-la há pouco tempo, acho que esta história vai um pouco mais longe do que está e terei ótimos posts sobre isso aqui, principalmente sobre seus feitiços e também a interpretação do Tarot que ela vai jogar pra mim. Pra terminar, lembrei de um ditado que os espanhóis usam muito e que (depois de ter conhecido a bruxinha) descobrir o quão verdadeiro ele é... :)

" Não acredito em bruxas. Mas que elas existem, existem!!! "

Nenhum comentário: