sexta-feira, 12 de maio de 2006

Um Rato - Epopéia de uma Caçada

10/05/2006 - 1:35 Am

Tínhamos acabado de chegar em casa depois de uma Quarta-Sem-Lei intinerante na casa de um amigo! Como já estávamos pra lá de Bagdá (leia-se cervejas e mais cervejas), ainda fomos tomar mais "umas" quando Claydi disse:
- Você viu? Passou correndo por aqui e entrou debaixo do sofá...
- O quê? - perguntamos assustados!
- Um rato... Um rato desse tamanho - e fez aquele gesto de um rato gigantesco!!!
Bom, demos uma geral na sala atrás do nosso mais novo e indesejado morador! Olhamos tudo e nada! Depois eu começei a imaginar que poderia ter sido uma "viagem" de Claydi, visto que já tínhamos tomado muitas e deixamos a história pra lá...

12/05/2006 - 2:00 Am

Estava trabalhando no PC quando ouço um "barulhindo" vindo de outro computador localizado um pouco atrás de mim... Para minha surpresa, nosso mais novo amiguinho estava passeando pelos cabos e fios do computador. Deixei ele quietinho lá e fui buscar uma vassoura para tentar despejá-lo, pois sem pagar o aluguel, ninguém fica. Peguei a vassoura e fui lá atrás dele... Quando dei a primeira "vassourada" o carinha correu para debaixo do sofá... Rapidamente empurrei o mesmo para o meio da sala e ele correu para o corredor e entrou em algum quarto. Olhei o meu e como o ele tem poucos móveis e quase nenhum esconderijo, deduzi que ele entrou no quarto de Claydi! Acordei Claydi para lhe dar a notícia e ele meio que babando ainda (a boca tava toda branca na lateral), levantou e começamos uma caçada noturna... Olhamos cada fresta e cada lugarzinho dentro do quarto e nada... Jogamos até insetiçida para matar baratas achando que de repente o mesmo podia matar também nosso mais novo amiguinho... Mas depois de algumas horas frustadas em meio a cigarros e bocejos, desistimos... Chegamos olhar até o quarto de Zuqui! Não teve como dar uma "geral" minusciosa! A caçada teve que ser interrompida, mas tenho certeza que essa história ainda vai dar muito o que escrever por aqui...

Um comentário:

João Gustavo disse...

Capua, acho que vc deveria contar ai a história do porque o nome do ratinho é Clodoaldo? HAHAHAHAHAH. Não tenho dúvidas que foi Calydi quem o batizou!!